erros, minha história

Paguei o pato.

21LVruthie4 21LVruthie4 21LVruthie4 21LVruthie4

Tem esse negócio de valor percebido e valor real, né? De uns tempos pra cá venho tentando lidar melhor com isso. Como uma vez, que eu precisava comprar um regador. Digo, se fosse hoje, talvez eu escolhesse continuar regando minhas flores de supermercado  com meus copos de requeijão, mas é que a Alice do passado era coisa de doido. Fui até a Emme, loja linda cujas roupas duram cerca de duas horas de uso mas isso não vem ao caso se você está em busca de uma roupa de uma noite só ou de um regador estiloso, e vi que lá havia um regador.

Digo, era um regador em forma de pato.

E lá, no meio daquelas peças de roupa descoladas, da vitrine bonitona e das músicas hipsters, ele compunha um visual tão lindo, que quase grasnei pra ele em êxtase.

QUÉ, ele gritou de um canto.

QUANTO, gritei eu do outro.

CINQUENTA REAIS, disse a vendedora.

50 reais num regador em forma de pato mega estiloso vale, né?

Digo, era um regador em forma de pato.

Levei pra casa, desembrulhei, botei na estante e adorei. À noite, minha mãe faz o que ela faz de melhor:

-Que lindo esse patinho de plástico. Comprou na 25?

Advertisements
Standard